quarta-feira, 27 de maio de 2009

Festa de Lançamento


sábado, 23 de maio de 2009

Revelando artemanhas

Fotografo imagens, ermo sudoeste de Campo Limpo, tarde de sábado, 9 de maio...

Em canto do amplo espaço arborizado; não bem cuidado por quem na administração municipal compete...

Ecoa o canto de quem contente rumo de arte traça. Teatro de rua, na praça...

Longe vai o tempo dos circos mambembes chegando ao nosso subúrbio...

Palco, sala, lugar onde praticar literatura, cultura, teatro em nossa periferia, que dificuldade...

Uma história é recontada. Decomposta. Posta em prática. Estandarte revela artemanha. Sou lente...

Pesquisa, aprofundamento, quinhentos anos e fumaça, emancipação deste país...

País? Distante conceito, politicamente inverso. Cabral, terra a vista!...

Roda em risos! Um rio, cotejo, cortejo de atores afinados. Raios de sol...

Vale a pena aprender. Apreender e não guardar. Soltar pipas ao vento...

Invista. Insista. Trabalho clareia fundo d'água. Eu clico...


Personagens, pantomima. Senador é remédio de gripe. Mal que não se cura, nunca...

Suína cena, indigente, indígena escravizado. O evangelho, velho aglutinador...

Em paz caminha vaz, jesuítas. Espero, deflagro. Em se tudo dá; deu demais. Corrupção...

Reconheço Tiradentes, carie profunda. Herói às avessas. Presa do colonizador...

Bandeirantes, sempre é como dantes. Cesta básica, amém...

Julgamento procede, jeitinho brasileiro através dos tempos. Embalo-me ao sabor dos acordes. O coro. Do espanto da platéia em formação...

Crianças, mães, homens, árvores, bicicletas. Equilíbrio em pernas de pau. D. João, louca Maria, o índio, o negro, açoites...

Cidadão brasileiro civilizado. Narrativa colorida, pintada, desfraldando o embuste...

Aventura artística diante de olhos sedentos por novidades. A real é grotesca. Satírica máscara imposta...

Nauseabunda política. Aciono o zum. Deixa ver de mais perto o espetáculo...

Barreira rompida. Agora, aqui, temos teatro de rua, questionador...

Em projetar a ciranda; cirandeiro adiante o passo...

O anel de pedra reluz arte...

Não a margem, no leito do asfalto, mesmo se equilibrando no meio fio...


A Trupe Artemanha apresenta:


Brasil, quem foi que te pariu?

terça-feira, 19 de maio de 2009

"Brasil, quem foi que te pariu?"

Família Real chegando...

No dia 09 de maio às 15h na Praça do Campo Limpo, estreiou o primeiro espetáculo de rua da Trupe Artemanha "Brasil, quem foi que te pariu?". Foram 15 meses de pesquisa para a contrunção da dramaturgia, que foi amarrada em 3 meses de ensaios.



Sinopse:

A partir da visão bem humorada de dois escravos-tigres (escravos da época do Brasil colônia), embarcaremos em uma viagem musical pela história de um Brasil que nunca se viu. De uma forma bem alegórica o espetáculo de rua “Brasil, quem foi que te pariu?”, celebra o encontro entre o índio, o branco e o negro que geraram o nosso Brasil de multifaces, raças e credos.

“Já que a merda ta feita, é melhor contar toda a história, mas do nosso jeito”

Tigrados


FICHA TÉCNICA:
CRIAÇÃO COLETIVA
ELENCO: Alexandre Mattos, Danielle Salibian, Eder Lopes, Eduardo Paiva, Eliete dos Santos, Lilyan Teles e Luciano Santiago
DIREÇÃO E DRAMATURGIA: Luciano Santiago
PRODUÇÃO: Trupe Artemanha de investigação urbana
PRODUTORA: Elise Guedes
DIREÇÃO MUSICAL: Fábio Pinheiro
FIGURINOS E ADEREÇOS: Eder Lopes
COREOGRAFIA: Danielle Salibian
CENOGRAFIA: Grupo
CENOTÉCNICO: Alexandre Mattos e Eraldo Moura
MAQUIAGEM: Grupo
COMPOSIÇÃO MUSICAL (LETRAS E ARRANJOS): Fábio Pinheiro e Grupo
PREPARAÇÃO CIRCENSE: Gil Caetano e Rodrigo Racy
PREPARAÇÃO MUSICAL (percussão): Márcio Monjolo
PREPARAÇÃO DE DANÇA AFRO: Kelly Anjos
CLOWN: Plínio Augusto / COMMEDIA DELL’ARTE: Marcelo Colavitto

FOTOGRAFIA E APOIO: Marco Pezão


Próximas apresentações: 13, 20 e 27 de junho
15h – Praça do Campo Limpo – Bairro Campo Limpo – Zona Sul de Sampa
Informações: (11) 5844-4116 / trupeartemanha@trupeartemanha.com.br

REALIZAÇÃO:
TRUPE ARTEMANHA de investigação urbana

Apoio:
PROGRAMA DE FOMENTO AO TEATRO PARA A CIDADE DE SÃO PAULO
COOPERATIVA PAULISTA DE TEATRO






sábado, 16 de maio de 2009

Inscrições para o IV FESTCAL - Festival Nacional de Teatro do Campo Limpo

Apresentação da TRIBO DE ATUADORES "OÍ NOIS AQUI TRAVEIZ" no III FESTCAL

Estão abertas as inscrições para a 4ª Edição do FESTCAL (Festival Nacional de Teatro do Campo Limpo). O festival que acontece na Zona Sul no Bairro do Campo Limpo, periferia de São Paulo, contará com a particpação de 38 gruposn entre eles o FRATERNAL CIA. DE ARTE E MALAS- ARTES E CIA. DO LATÃO de São Paulo, LUME e BARRACÃO DE TEATRO de Campinas e GRUPO GALPÃO (ainda a confirmar) e GRUPO ANDANTE ambos de Belo Horizonte.



Para baixar Regulamento e ficha de inscrições e saber mais informações sovre o FESTCAL, basta acessar o site: http://www.trupeartemanha.com.br/



- Inscrições até 31 de maio

- Seleção até 13 de junho

- Apresentações: 27 de agosto a 07 de setembro de 2009

- Mesa de Debate: 08 de setembro de 2009



Organização do IV FESTCAL - Festival Nacional de Teatro do Campo Limpo

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Trupe Artemanha de investigação urbana






A TRUPE ARTEMANHA de Investigação Urbana, núcleo da Cooperativa Paulista de Teatro surge em 1996 procurando trazer para cena elementos de pesquisas que dialoguem com a realidade do contexto histórico do país, mesclando em seus trabalhos o circo, a dança, a música, a commedia dell’Arte e a linguagem do palhaço, com o principal compromisso de apresentar um teatro como um exercício de reflexão e, não apenas como forma de entretenimento.




Situada na região "periférica" de São Paulo, o grupo desenvolve sua pesquisa com o objetivo de aproximar e trocar com esse público que ta fora dos programas e ações governamentais para a cultura.




Bem vindo a Trupe Artemanha!!


Mais informações no site: www.trupeartemanha.com.br




Merda!!!



Integrantes:

Alexandre Mattos

Danielle Salibian

Éder Lopes

Eduardo Paiva

Eliete dos Santos

Elize Guedes

Eraldo Moura

Lilyan Teles

Marco Pesão